O voto no exterior é um direito de todo o cidadão italiano inscrito ao AIRE (Anagrafe Italiani residenti all’estero) e somente para eleições nacionais. Nos termos da Lei 459/2001, conhecida como Lei Tremagilia, conforme nome do seu criador e propositor, e do Regulamento de Execução DPR 104/2003, todo cidadão italiano que residir no exterior pode votar por meio da Circunscrição Exterior e eleger seu representante para Câmara dos Deputados e Senado bem como para Referendum. 

A Circunscrição Exterior é divida em repartições:

  • Europa e territórios asiáticos da Federação da Rússia e Turquia; 
  • América Meridional; 
  • América Setentrional e Central;
  • África, Ásia, Oceania e Antártica.

Nas repartições acima são eleitos um deputado e um senador, enquanto as outras vagas são distribuídas entre as mesmas repartições em proporção ao número de cidadãos italianos residentes. Ao total são 18 parlamentares, sendo 12 deputados e seis senadores no total e sendo, por exemplo na última legislatura, na América do Sul 4 deputados e 2 senadores. 

O voto no exterior não é previsto para eleições do Conselho Regional, Municipal e Provincial. Já no caso das eleições europeias, os cidadãos italianos inscritos ao AIRE poderão votar exclusivamente na Itália. Aqueles que residem nos estados que não pertencem a União Europeia receberão um aviso postal com recomendações de como e onde votar. 

Atenção: não é válido voto por correspondência neste caso. Mais informações, os eleitores deverão acessar o site: http://www.esteri.it/MAE/IT/Italiani_nel_Mondo/ServiziConsolari/VotoEstero/ElezioniEuropee.htm
Também é possível baixar uma “síntese informativa” sobre o voto dos italianos no exterior para eleição dos membros no Parlamento Europeu, através do link:

Os cidadãos italianos residentes no exterior e inscritos no AIRE podem exercer o direito de voto no exterior no local de residência para as eleições nacionais, para os referendos e constitucional nos termos dos artigos. 75 e 138 da Constituição e para as eleições para o Parlamento Europeu.

Fonte: https://www.esteri.it/mae/it/servizi/italiani-all-estero/votoestero/

Ministero degli Affari Esteri e della Cooperazione Internazionale (Voto estero)


“Antes de qualquer relação profissional, somos seres humanos e devemos tratar e ser tratados com respeito.”
Vivian Scarazzati e Bruno 
Marcellino

error: Conteúdo protegido pelos termos da lei.